quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Sessão Lágrimas #2: O Jogo da Imitação

   Boa madrugada, queridos amigos e leitores. Irei indicar para vocês um filme espetacular que assisti já faz um tempo, mas deixei de postar antes, pois queria escrever algo digno dessa obra de arte. E queria aproveitar pra dizer que estarei morando em uma pensão de segunda a sexta, por causa dos estudos, mas tentarei ao máximo deixar posts preparados pra vocês. Por favor, continuem me dando o apoio de vocês.


   O Jogo da Imitação (The Imitation Game) é um filme baseado no livro Alan Turing: The Enigma de Andrew Hodges. Após acirrada disputa pelos direitos de distribuição, a empresa The Weinstein Company conseguiu obtê-los pela quantia de 7 milhões de dólares. E sua estreia ocorreu no 41º Telluride Film Festival, em Agosto de 2014.

   O filme é uma cinebiografia do gênio criptoanalista Alan Turing (interpretado por Benedict Cumberbatch) que, durante a Segunda Guerra Mundial, fez parte de uma equipe montada pelo governo britânico com o objetivo de desvendar o Enigma, um código utilizado pela Alemanha Nazista para passar informações e ordens aos submarinos.



   Alan focou como objetivo principal construir uma máquina que pudesse calcular todas as possibilidades para o Enigma, desde que o cálculo fosse concluído em menos de 18 horas, pois a máquina alemã mudava completamente as ordens das letras e o trabalho do dia inteiro se perdia. Essa máquina criada por Turing, nomeada Christopher, é o ancião que deu início as pesquisas que hoje nos permitem ter um computador.

   O problema é que Turing não possuía grandes habilidades sociais, então, não conseguia se dar bem com a maioria de seus colegas de início, não tendo todo o apoio necessário para levar adiante seu projeto. Ele vai ficando sem tempo, pois o  governo começa a cobrar resultados, aos quais ainda não podia oferecer. Sua companheira, Joan Clarke, decide por mostrar-lhe o quanto era importante estreitar os laços com os demais colegas.



    O roteiro do filme ficou excelente, a atuação de seus integrantes mostrou-se impecável e não do que reclamar da edição. Sinceramente, considero O Jogo da Imitação como um dos melhores filmes que já tive o imenso prazer de assistir.

    Obviamente, chorei litros com esse filme, mas era algo inevitável, até mesmo Benedict Cumberbatch admitiu chorar constantemente durante as filmagens finais. Afinal, é uma história real, não apenas mais um drama escrito para adolescentes.

Benedict Cumberbacth: "Se qualquer jovem já sentiu-se como se não tivesse certeza do que é, ou não tem permissão para expressar-se da maneira que gostaria. Se já sentiu-se intimidado pelo que sente ser, em grande parte, normal ou qualquer coisa que faça-o se sentir um estranho. Então, este filme é definitivamente para ele, pois trata-se de um herói para os jovens."

Alan Mathison Turing


   Enfim, essa foi minha indicação de filme da vez. Eu gostaria de aproveitar para homenagear o Alan Mathison Turing por ser um exemplo de ser humano e por sua imensa contribuição para a humanidade. E espero que os erros cometidos com ele não voltem a ocorrer nunca mais. Obrigada pela atenção.

13 comentários:

  1. Adorei a indicação, a resenha foi ótima e vez aumentar o interesse de assistir o filme...Valeu!
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz em saber que gostou. E reforço que vale muito a pena assistir esse filme. <3

      Excluir
  2. Oi querida! Primeiramente, obrigada por me indicar pro Liebster Awards. Sobre O Jogo da Imitação, é um filme realmente excelente e acho que foi o melhor que assisti no ano passado. Sua resenha só me deu vontade de assistir de novo <3

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nós blogueiras temos que dar apoio umas às outras, né nom. E, realmente, eu também tô querendo assistir de novo e chorar tudo de novo. Hahahahahahaha

      Excluir
  3. ótimo post ! eu AMEI esse filme .
    Apesar de ter um ritmo lento , o que desagrada muitos. Ele é muito interessante e te prende :)


    Snapchat:mulherzinhasnap
    Blog | Page
    Instagram | Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada <3
      De certa forma o ritmo do filme é lento mesmo, mas o conteúdo é excelente! Hahahahahahaha

      Excluir
  4. Filme incrível sobre o pai da computação, a história de Alan Turing consegue ser tão incrivel quanto seu legado. pessoalmente achei o Benedict Cumberbatch incrivel no papel conseguindo até mesmo segurar algumas cenas sozinho nas costas em alguns momentos. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também amei a atuação de Benedict Cumberbatch, acho que foi o cara perfeito para o filme!

      Excluir
  5. Olá! tudo bem? não conhecia o filme mas achei bem interessante.a história do criador da computação.além disso ele retrata uma época.Vou procurar assistir.
    Ah achei bem legal o nome do seu blog.

    http://deixa-flori.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ain, assim fico sem graça KEKEKEKEEKEKE Fico feliz em saber que meu post despertou o seu interesse, significa que meu trabalho está atingindo ao seu propósito, muito obrigada. <3

      Excluir
  6. Que bom filme, é uma grande história. O interessante é que The imitation game, em princípio, parece-II Guerra Mundial. Tem soldados, tanques, ecos de bombas, a sombra de Hitler. Avanços, percebemos que abrange mais do que um evento histórico. abrangido pela presente de nossas vidas. Alan Turing foi um herói injustamente esquecido. Turing não existiria sem Bill Gates ou Steve Jobs não teria existido. Mesmo algumas lendas atribuído à Apple Turing Wolf.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico realmente feliz que tenha gostado do post. E, realmente, o filme é incrível em inúmeros aspectos e, principalmente, por trazer a tona a imagem desse herói.

      Excluir