sexta-feira, 6 de maio de 2016

Indicação: Ele está de volta

                Boa tarde, galera. A indicação de hoje é uma obra alemã, diferente do que estamos habituados.
Com o título original “Er ist wieder da” (que não sou capaz de ler), o filme “Ele está de volta”, baseado no livro homônimo, foi lançado no ano de 2015 e é considerado uma comédia satírica, embora, assim como “O ditador” tenha uma carga muito grande de crítica social.
Algumas das atuações deixam a desejar, e a filmagem é bastante decepcionante, mas o filme vale muito à pena apesar de seus defeitos.

De início, a impressão que temos é que é uma comédia pastelão, do tipo bem barata mesmo, mas o que se revela é uma profunda crítica social a respeito do Nazismo e da xenofobia na Europa.
                Ao “trazer Hitler de volta a vida” nos tempos de hoje, o filme demonstra a problematização dos limites da comédia, muitas vezes mascarando discursos verdadeiramente racistas e cruéis. Também fica claro que a sociedade demoniza a imagem do ditador por continuidade do fluxo da propaganda dos vencedores da II Guerra Mundial, e não pelas suas ideias preconceituosas e extremistas. É exibido que o conjunto de ideias xenofóbicas e de “caça as bruxas” ainda é bastante forte na Alemanha e nos países ao redor.
                Dentro do cenário atual de terrorismo e fuga do oriente médio, muda-se o alvo das críticas do povo alemão para os refugiados muçulmanos (apenas porque acusar o judaísmo se tornou um Tabu), que recebem a culpa dos problemas de educação e economia do país.
De forma satírica, o “novo” Hitler é interpretado como comediante no enredo, ganhando rapidamente público e fazendo muito sucesso. Desde o início o personagem vai inserindo suas ideias no discurso interpretado como piada, mas aos poucos, suas críticas à Alemanha vão sendo tomadas a sério, e ele vai recebendo cada vez mais apoio da população.
O enredo é muito bem trabalhado, estabelecendo muito bem a crítica ao medo e preconceito na Europa, e se desenvolvendo de forma satisfatória, com uma conclusão implícita e bastante coerente.


É um filme bastante diferenciado do mercado americanizado que normalmente consumimos, mas é bastante válido na atualidade e muito gratificante de se assistir, por isso recomendo à vocês. E está disponível no Netflix.
Agradeço muito se você leu até aqui, pois hoje vou pedir uma coisa diferente, se você gosta de nossas postagens, siga-nos no facebook. Nossa página está linkada AQUI.

Muito obrigado pela presença e pela paciência, até a próxima.

2 comentários: